top of page
Buscar
  • indaiatubapibi

Sincero, mas errado. Parte 1

Atualizado: 13 de set. de 2022




É possível ser sincero, mas errado? Uma vez entrei em uma rua na contramão, sem saber que era contramão. De fato, estava desatento e não vi as placas. Era uma pequena rua, que serviria para pegar uma avenida. No final da rua, tinha uma viatura e o guarda com surpresa e ironia me parou e me perguntou: “O senhor não sabe que está na contramão? ”. Eu respondi: “Seu guarda, sinceramente? Não vi placa nenhuma! ”. Eu fui sincero, mas estava errado; por isso fui multado!

Vivemos um tempo em que a sinceridade justifica tudo e todos. Não importa no que se creia, contando que seja sincero! Não importa qual relacionamento que se tenha, contanto que seja sincero. Não importa o que se faça, contando que seja com sinceridade.


Entretanto, o que será que as Escrituras dizem a respeito? Será que ela enaltece a sinceridade, até mesmo em detrimento à verdade?


Saulo era um homem sincero, mas errado. Saulo jamais poderia ser chamado de desonesto. Essa não era a questão quando se tratava de Saulo. Ele mesmo fala de seu passado ressaltando o seu zelo em sua fé. (c.f: Gl 1.13,14; Fl 3.5,6). É evidente que tratava-se de um homem com convicções fortes a respeito da fé, a ponto de estar disposto a matar e morrer por ela.


Entretanto, a despeito de sua sinceridade, estava errado quanto ao que pensava em relação a Jesus. Ao escrever a sua 2ª carta aos Coríntios afirmou que “conhecia a Cristo segundo os padrões humanos” (2 Co 5.16). Isso significa que, embora fosse sincero, estava errado, pois considerava Cristo um impostor.


Provérbios tem algumas afirmações muito fortes quanto a essa questão. Vejamos Pv 14.12: “Há um caminho que ao homem parece correto, mas o fim dele conduz à morte”. Vejamos também Pv 16.2: “Todos os caminhos do homem são puros aos seus olhos, mas o Senhor pesa o Espírito”. No vs 24 ainda diz: “Há um caminho que parece direito para o homem, mas o fim dele conduz à morte”. Por fim, Pv 21.2 diz: “Todo caminho do homem lhe parece correto, mas o Senhor sonda os corações”.


Perceba que todos os textos mencionam aquele homem que acredita que o que faz e como faz está correto, mas está errado. Você é um sincero, mas errado? Como você poderia avaliar seus princípios, convicções e ações para saber se é um sincero, mas errado? Veremos na continuação da série: “Sincero, mas errado”.


Pr. Nelson Galvão

96 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2 Post
bottom of page