top of page
Buscar
  • indaiatubapibi

Conselho bom é conselho bíblico


Você já recebeu uma orientação no trânsito que no final percebeu que estava errada e isso lhe trouxe muitas dificuldades? Eu já! Há muitos anos, tinha acabado de chegar em São Paulo. Eu dirigia a kombi do seminário e estava perdido na região da Sé. Diga-se de passagem, que naquela época não existia GPS! Parei em um posto de gasolina e um frentista me ajudou. O problema é que ele me mandou para a direção totalmente contrária do meu destino. Eu precisava pegar a Castelo Branco e ele me mandou para a Dutra! Não acredito que ele estava mal-intencionado, ele tinha boa intenção, mas a orientação que ele me deu estava errada e me fez sair ainda mais da rota.


Todos nós, em algum momento da vida, damos conselhos aqueles que fazem parte do nosso círculo de relacionamento, seja um cônjuge, um filho, amigos, colegas de trabalho, ou faculdade, irmãos da igreja.


Estou certo de que temos as melhores das intenções ao dar conselhos. Entretanto, assim como aquele frentista estava bem-intencionado, mas me deu uma orientação errada, assim também podemos aconselhar de maneira bem-intencionada, mas errada aqueles que nos ouvem. E o que é muito triste, é que uma vez seguidos, esses conselhos podem contribuir para afastar as pessoas da vontade Deus para a vida delas.


Como cristãos somos chamados pelo Senhor a aconselhar uns aos outros (Rm 15.14; Cl 3.16; 1 Ts 5.11; Hb 3.13 Hb 10.25).


Porém, perceba com mais detalhes um desses textos, Cl 3.16:


“Habite ricamente em vós a Palavra de Cristo; ensinai e aconselhai uns aos outros com toda a sabedoria, e cantai salmos, hinos e cânticos espirituais, louvando a Deus com gratidão no coração”.


A orientação não é simplesmente aconselhar uns aos outros. Perceba que Paulo orienta aos Colossenses a que a Palavra de Cristo habitasse ricamente neles. O resultado disso seria o aconselhamento mútuo com sabedoria.


Sendo assim, não basta darmos conselhos. Somos chamados a dar conselhos que realmente sejam bíblicos.


Mas aí se segue a questão: o que é um conselho bíblico? Definitivamente não se trata de apenas citar versículos da Bíblia!


O conselho bíblico tem duas características fundamentais. Em primeiro lugar, o conselho bíblico é aquele que está de acordo com os princípios bíblicos. Ou seja, o conselho bíblico é aquele que aplica a uma situação específica do dia a dia o ensino das Escrituras. Por exemplo, se alguém nos procura com problema no casamento e afirma sua intenção de separar-se, uma vez que a Palavra de Cristo habita ricamente em nós, não podemos aconselhar essa pessoa a divorciar-se, seguir o seu coração porque ela merece ser feliz! Isso é um conselho diametralmente contrário às Escrituras!


Em segundo lugar, o conselho bíblico é aquele que está centrado em Cristo. Toda a Bíblia aponta para Cristo, então, ao aconselhar biblicamente apontamos para Cristo. Em outras palavras, em nossos conselhos comunicamos a Lei que condena e a graça de Deus revelada em Cristo, que nos redime.


Que conselho você tem dado aqueles que estão ao seu redor? Conselho bom é conselho bíblico!


Pr. Nelson Galvão

90 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2 Post
bottom of page