top of page
Buscar
  • indaiatubapibi

Ande no Espírito


Você sabe o que significa “andar no Espírito”? Muita gente acha que andar no Espírito é acordar de manhã e dizer: “Bom dia, Espírito Santo”. É ter revelações, sonhos, visões, falar em línguas, profetizar, ouvir vozes de instruções quanto a escolhas em relação a mudança de cidade, emprego, compras de imóveis, com que pessoas deve se casar, etc. Para essas pessoas andar no Espírito é experimentar um transe em que perde-se o controle do próprio corpo; é cair no Espírito; ter a unção do leão, a unção do riso, dança no Espírito, etc..


Todo esse folclore evangélico se dá pelo fato de que pessoas não se sentem na obrigação de buscar entendimento bíblico a respeito dessas práticas. Entretanto, quando o fazem, um dos textos prediletos é Gl 5.16:


“Andem em Espírito e vocês não cumprirão os desejos da carne”.


Bem, essa é uma má interpretação do escrito de Paulo. É extremamente importante estudarmos qualquer texto da Bíblia à luz do seu contexto. Porque evitamos assim interpretar a Bíblia de qualquer jeito.


No contexto, Paulo faz um contraponto incrível entre carne e Espírito. Existe uma luta constante sendo travada no cristão. O não-cristão não tem essa luta. Ele vive de acordo com sua natureza pecaminosa, e ponto. Mas o cristão não. É a luta por viver em dois mundos dentro de si. O velho homem com seus desejos escravizantes e contrários a Deus, e o Reino de Deus em nós, que nasceu a partir da fé em Cristo.


A pergunta é: como fazer frente a essa força interna (o velho homem) que nos leva ao pecado?


O texto responde. Veja no v. 16:


16Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.


“Andar no Espírito” é a solução para não satisfazer os desejos cobiçosos da nossa velha natureza.


Mas... afinal, o que significa realmente andar no Espírito? O que Paulo intencionava instruir aos Gálatas?


Paulo mencionou o Espírito Santo várias vezes em Gálatas. No cap. 3 Paulo diz que os Gálatas haviam recebido o Espírito Santo pela fé, e não pelas obras da lei. É pela fé em Cristo que recebemos o Espírito Santo. No cap. 4, Paulo afirma que sendo filhos de Deus, Ele enviou a nós o Espírito Santo, o Espírito de Cristo que clama “Aba, Pai”.


No cap. 5.4, Paulo diz que “nós” aguardamos a esperança da justiça. Essa espera se dá por meio do Espírito Santo que habita em nós, e mediante a fé em Cristo.


Ou seja, a atividade do Espírito Santo está diretamente ligada à fé em Cristo. Sendo assim, “andar no Espírito” significa se manter confiante somente em Cristo para a santificação. Assim como confiamos exclusivamente em Cristo para a salvação, devemos confiar exclusivamente em Cristo para a nossa santificação.


É essa confiança em Cristo que faz frente à cobiça que habita em nós. No v. 17 Paulo fala da luta que é constantemente travada nos crentes:


17Porque a carne cobiça contra o Espírito,

e o Espírito contra a carne;

e estes opõem-se um ao outro,

para que não façais as coisas que quereis.


Trata-se da maior guerra de todas. E não é contra a sogra, marido, filhos ou patrão. É aquela que é travada no silencio de nosso próprio coração.


A guerra diz respeito a cumprir, ou não, o desejo de falar mal do outro, de cumprir ou não o desejo de ver imagens pornográficas na internet; cumprir, ou não, o desejo de me sobressair em relação ao outro. Ou até mesmo o desejo por coisas boas, mas que quando elevadas a prioridade máxima se tornam em ídolos. Por exemplo: volta do trabalho para casa, relaxar ou estar com a família? Que opção ganha?

Então, como vencer essa guerra que é travada constantemente em nosso interior? O texto responde. Veja o v. 18:


“18Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei.”


Aqui Paulo afirma a mesma coisa que afirmou no v. 16: “16Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.”


Então, “ser guiado” e “andar” em Espírito é a mesma coisa. Mas aqui no v. 18 tem uma diferença, ele termina com o “não estais debaixo da lei”. O que isso significa?


Lembre-se que andar no Espírito é confiar em Cristo para a santificação, assim como confiamos em Cristo para a salvação. Paulo afirmou a confiança em Cristo para a salvação o tempo todo na carta aos Gálatas. Aqueles que estão em Cristo, ou seja, confiam unicamente em Cristo, não estão mais debaixo da lei. Sendo assim, tem tudo a ver o que Paulo afirma aqui no cap. 5. Aquele que anda no Espírito, ou seja, que confia somente em Cristo para a santificação, assim como na salvação, não está debaixo da lei. Em outras palavras, não está sujeito aos rigores da lei, porque Cristo a cumpriu por eles.


Como você tem lutado contra o pecado? Essa é a luta que todo crente tem, até que nosso Rei venha nos buscar.


Essa luta pode ser erroneamente travada com as nossas próprias forças. Quando assim o fazemos, deixamos de “andar no Espírito”. Fazer abstinência de alimentos, correntes de oração, fazer promessas do tipo: “a partir de hoje não falo mais mal do fulano”. Tudo isso faz parte do esforço humano para obter favor de Deus. Acontece que isso é andar na carne, embora tenha aparência de religiosidade!


Todas as vezes que confiamos em nossos próprios recursos para vencemos os nossos desejos pecaminosos, a luta é inevitavelmente perdida. Somente depositando a nossa confiança nos méritos de Cristo é que vencemos o pecado em nós. Então... ande no Espírito!


pr. Nelson Galvão

59 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2 Post
bottom of page